A lenda da Yuki-onna

A lenda da Yuki-onna

Conheça a lenda da Yuki-onna ou a Bruxa da Neve, também conhecida como Mulher da Neve, é um espírito do folclore japonês, amplamente popular no Japão e adaptado em séries de mangás e animes.

Ela é descrita como uma mulher alta e extremamente bonita, com cabelos negros longos e lábios vermelhos, cuja pele pálida se mistura com a paisagem branca da neve. Seus olhos podem transmitir terror aos mortais, e ela é frequentemente retratada flutuando pela neve sem deixar pegadas, deixando apenas um rastro de neblina ou neve.

Yuki-onna é considerada o espírito de uma mulher que morreu durante uma tempestade de neve e, por isso, está associada às tempestades de neve e é tida como a causadora das tormentas de inverno. Embora seja bela e serena, ela também pode ser cruel, matando impiedosamente os inocentes que ficam presos nas tempestades de neve. Ao longo dos séculos, ela foi retratada principalmente como uma entidade malévola, mas nas histórias mais recentes, sua humanidade é enfatizada, destacando sua beleza efêmera como um fantasma.

Muitas lendas descrevem Yuki-onna encontrando viajantes presos nas tempestades de neve e usando seu hálito gelado para congelá-los até a morte. Algumas versões contam que ela simplesmente leva os viajantes a se perderem para que morram de frio. Há também lendas em que ela invade casas soprando a porta com uma rajada de vento e matando os moradores e famílias inteiras enquanto dormem, embora em algumas versões seja necessário convidá-la para entrar em uma casa.

As descrições e histórias sobre Yuki-onna variam de conto para conto e de região para região. Algumas lendas a retratam como uma criatura totalmente cruel e agressiva, enquanto outras mencionam que ela fica satisfeita apenas em ver suas vítimas morrerem congeladas. Além disso, há relatos que atribuem a ela hábitos vampirescos, como drenar o sangue das vítimas ou sugar sua essência com um beijo.

Veja também  O mistério dos gigantes ruivos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *